Orly Bach (2016) Música – Ponta Grossa – Paraná

Nasceu em Ponta Grossa, Paraná. Filha de Osvaldo Bach e Deolinda Jones Bach.
Cursou o ensino médio no Colégio Metropolitano de Curitiba.
Ingressou precocemente na carreira musical. – Aos 9 anos já cantava na igreja e participava de festivais na sua escola.
Iniciou os estudos de canto em Ponta Grossa, com o professor colombiano Miguel Ovíedo. Posteriormente estudou canto e leitura na Escola Musical e no Conservatório de Música Vila Lobos. Em Joinville – Santa Catarina.
Mudou-se para Curitiba, onde prosseguiu seus estudos com o Maestro Wolf Schaia e depois com a professora Roseli Schunemann, na Escola de Música e Belas Artes do Paraná.
Muito jovem tornou-se cantora soprano lírico e popular.
Sempre estudando fez oficinas de canto com o tenor Ivo Lessa com quem também se apresentou em espetáculos operísticos e recitais.
Casou-se com Alcides Borges de Andrade, com quem teve duas filhas: Karla Bach e Fabíola Bach, que se tornaram musicistas e lhes deram os genros: Paulo Pedrassoli Junior e Ardisson Akel e os netos: Abner Bach Andrade Silva e Isadora Bach Andrade Pedrassoli.
Em 1980 formou uma banda musical com a qual se apresenta até hoje em inúmeros eventos. Venceu vários festivais de música no Paraná e Santa Catarina.
Fez parte do elenco da ópera “La Traviata” de G. Verdi, sob a direção do maestro Aldo Hasse. Apresentada no Teatro Guairá.
Seu show “Volta ao mundo” ficou 4 anos em cartaz no Teatro da Classe.
Foi agraciada com o “Troféu Imprensa do Paraná em 1993. Possui inúmeros troféus.
Em 1996 foi homenageada como “Pioneira da Arte Paranaense” pelo Conselho Estadual da Mulher.
Em 1990 participou como cantora da peça “Mistérios de Curitiba” (texto de Dalton Trevisan) no Teatro Guaira.
Como empresária musical, foi homenageada pelo Women’s Club, recebendo o prêmio “Mulher de Destaque”.
Foi agraciada com o Troféu Imprensa do Paraná, pelo conjunto de seu trabalho.
Como intérprete, é vencedora de diversos festivais de música no Paraná e outros estados.
Realizou um recital no Conservatório de Música do Rio de Janeiro, acompanhada pela pianista Valéria Bertoche, no auditório Amália Conde, na série “Quartas Musicais”.
Gravou diversos programas para rádio e televisão, colaborando com o programa Vitrine no Canal 21 (TV por assinatura) e na TV Educativa no programa Tempo de Viver.
Em 2008, dentro das comemorações do Jubileu de Diamante do Centro Paranaense Feminino de Cultura, gravou o “Hino do Centro” (letra e música de Vera Vargas) acompanhada ao piano por Dóris Heddy Herdérico.
Em 2009 em um show no Teatro Chloris Casagrande Justen do Centro Paranaense Feminino de Cultura, lançou o CD “Canções Inesquecíveis”, com arranjos de Ricardo Saporski e David Sartori.
Foi professora de canto na Escola Full Music e como cantora e empresária, realiza inúmeros recitais e espetáculos musicais em Curitiba e outras cidades.
Em 13 de dezembro de 2010 participou do Concerto de Natal no SESC da Esquina em Curitiba.
Em 11 de maio de 2011 participou do Concerto Mulheres
No SESC da Esquina, cantando com a orquestra Ladies Ensemble, juntamente com as filhas Fabíola Bach e Karla Bach Pedrassoli.
Em 27 de maio de 2011, apresentou seu show “Volta ao Mundo”, com Canções Inesquecíveis no SESC Centro.
Em 2011, pelo Centro Paranaense Feminino de Cultura, gravou o “Hino da Primavera” (letra de Dario Vellozo, música de Ciro Silva) acompanhada pela pianista Dalilla Wachelcke Morgenstern.
Em maio de 2012 participou de um concerto em homenagem às mães, cantando com a orquestra Ladies Ensemble, no Teatro SESC da Esquina.
Em 12 de agosto de 2012, fez um recital no MAM – Projeto Música no Museu, na cidade do Rio de Janeiro, com a pianista Cristina Nascimento e a Violinista Denise Pedrassoli.
Em 16 de agosto de 2012, pelo projeto “Corrente da Paz” na cidade do Rio de Janeiro, fez recital com a pianista Cristina Nascimento e a violinista Denise Pedrassoli.
Em 8 de março de 2013, com a orquestra Ladies Ensemble, participou de um concerto no Canal da Música, em homenagem ao Dia Internacional da mulher.
Em 28 de março de 2013 fez recital na Casa de Rui Barbosa, Rio de Janeiro, projeto “Série Música no Museu” com a pianista Cristina Nascimento e a Violinista Denise Pedrassoli.
Em 25 de janeiro de 2013 no SESC Centro – Show Saudando 2013.
Em 9 de maio 2013 – Concerto em Homenagem às mães no Canal da Música.
Em 2013 recebeu também o troféu “Mulheres Vitoriosas do Paraná, pela Revista SENAP.
Em 2014, no Festival de Teatro de Curitiba, participou da peça teatral “De Volta ao Reino” de Edson Eddel encenada no Teatro da Fábrica.
Em 2015, no Festival de Teatro de Curitiba, participou da peça teatral “A Lenda do Sapateiro” de Edson Eddel, encenada no Teatro do Correio de Curitiba.
Em 8 de março de 2016 participou do Concerto das Rosas, em homenagem ao Dia Internacional da Mulher, no Grande Auditório do Canal da Música.
Orly Bach segue atuando, voluntariamente, abrilhantando as sessões do Centro de Letras do Paraná, da Academia Paranaense da Poesia, da Academia Feminina de Letras do Paraná, do Centro Paranaense Feminino de Cultura e do Instituto Neo-Pitagórico do Paraná. Por isso é considerada a Prima-Dona das entidades culturais de Curitiba.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *