Francisco da Cunha Pereira (1998) Direito – Peçanha – Minas gerais

Francisco da Cunha Pereira, filho de Simão da Cunha Pereira e  Eufrásia de Vasconcelos Cunha, nasceu no dia 13 de agosto de 1897, na cidade de Peçanha (MG). Casou-se com a Sra. Julinda da Cunha Pereira, com quem teve 4 filhos.

Bacharel pela Faculdade do Rio de Janeiro, colou grau no ano de 1918. Iniciou sua carreira na magistratura como juiz municipal em Clevelândia. Em 1924, foi removido para São José dos Pinhais. No mesmo ano, foi indicado pelo Tribunal de Justiça do Paraná  para organizar o recém criado Juizado Privativo de Menores, do qual foi o primeiro juiz e onde permaneceu por 23 anos. Foi ainda, mentor de várias escolas e instituições de atendimento a menores no Paraná

Foi também presidente do Tribunal do Júri e do Juizado de Casamentos. Deste, foi o único juiz da capital por muito tempo. No dia 14 de fevereiro de 1947, foi nomeado para ocupar o cargo de desembargador. Exerceu a vice-presidência, de 1949 a 1952, e, pelo período de quatro anos exerceu o cargo de presidente do Tribunal Regional Eleitoral, tendo sido eleito pela primeira vez em 1955 e reeleito em 1957.

No magistério, foi professor fundador e mais tarde diretor da Faculdade de Direito de Curitiba, de 1952 a 1977, tendo lutado em prol do reconhecimento da instituição pelo Ministério da Educação e da Cultura (MEC), obtido em 1954. Acumulou o cargo diretivo com a titularidade da cadeira de Direito Judiciário Penal.

Aposentou-se, no cargo de desembargador, no dia 17 de maio de 1966, após 40 anos de serviço público. Após sua aposentadoria, foi convidado pelo fundador do Banco Bamerindus, hoje extinto, para ser Conselheiro do Banco.

Faleceu aos 103 anos, no dia 17 de novembro de 1999.

É patrono do Fórum de Pinhais e do Fórum Eleitoral de Paranaguá.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *