Ademir Antonio Schuroff (2016) Medicina – Paranavaí – Paraná

  • Nome: Ademir Antonio Schuroff
  • Nascimento: 12-01-59
  • Local: Paranavaí- Paraná

Histórico

  • Formação do primeiro grau: Escola Isolada São Cristóvão – Graciosa
  • Formação do segundo grau: Colégio Estadual de Paranavaí
  • Formação Universitária: Pontifícia Universidade Católica do Paraná 1982-1987
  • Residência Médica: Serviço de Ortopedia e Traumatologia da Santa Casa de Curitiba e do Hospital Universitário Cajuru- Curitiba Paraná. 1988-1990

Pós- Graduação

  • Estágio no Grupo de Afecções do Quadril da Santa Casa de São Paulo, 1992.
  • Mestrado: Mestre em Cirurgia pela PUCPR 2005

Títulos

  • Membro da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia
  • Membro da Sociedade Brasileira do Quadril
  • Membro da Sociedade Brasileira do Trauma

Cargos

  • Médico Chefe do Grupo de Quadril do Hospital Universitário Cajuru  ( HUC ) PUCPR
  • Professor Associado do Serviço de Ortopedia  e Traumatologia do HUC 1997-2004
  • Preceptor da Residência de Ortopedia e Traumatologia do HUC 1993-1994 e 2005-2007
  • Médico Plantonista do PS do HUC 1991-1995
  • Médico Chefe do Corpo Clinico do Hospital Universitário Cajuru PUCPR 2001-2002
  • Diretor Técnico do HUC 2003-2004
  • Professor Assistente da Disciplina de Ortopedia e Traumatologia do Curso de Fisioterapia da PUCPR 2005
  • Médico Preceptor da Disciplina de Ortopedia e Traumatologia do Curso de Medicina da PUCPR 2006.
  • Chefe do Serviço de Ortopedia e Traumatologia do HUC PUC PR 2007-2008
  • Presidente da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia Regional Paraná 2006
  • Diretor Cientifico da Sociedade Brasileira de Quadril 2004-2005
  • Vice- Presidente da Sociedade Brasileira de Quadril 2006-2007
  • Presidente da Sociedade Brasileira de Quadril 2008-2009

Comentarios 2

  1. Claudio Luiz Mazzuchetti

    Nao sei o espa;o eh pra esse tipo de comentario, mas ….
    Tive em final de 94 um acidente de transito onde minhas pernas foram destruidas abaixo dos joelhos. Meu pe esquerdo foi seccionado no acidente. Fui enviado ao H Cajuru e encaminhado ao centro cirurgico.
    O primeiro contato com alguem durante a recupera;’ao da anestesia foi com Dr Schuroff.
    Ele me disse que devido a gravidade do acidente a perna esquerda abaixo do joelho, nao foi possivel ser salva e que estavam procurando concentrar esfor;os para perna direita. Apesar de meio dopado, nunca esqueci aquele jeito simples de dar sua aten;ao.
    Fiquei no hospital por 43 dias. Nesse periodo tive alguns breves contatatos com o Dr e com seu jeito tratamento simples, sempre foi muito importante pra mim. Tenho ate hoje muita gratidao ao Dr e claro, a todo pessoal do hospital. O meu prejuizo fisico munca foi maior que ter tido o privilegio de te-lo conecido. Nunca soube nada sobre suas origens mas, hoje, conhecendo um pouco de sua historia, posso afirmar que minha admir;’ao eh ainda maior.
    Seres humanos com esse status sao muito comuns de se encontrar.
    Parabens Dr Schuroff e muito obrigado.

  2. Marta G.Baggio

    Também sofreu um acidente muito grave fiquei 3 meses no hospital sem sair de uma cama se sem sair da cama . Agora com 50 anos após o acidente vou precisar fazer uma prótese no quadril direito em que devido ao trauma estou com as sequelas . Há 10 anos atrás fiz uma prótese no mesmo joelho direito onde foi as fraturas muito sérias no fêmur tíbia fíbula e tornozelo enfim todo o meu lado direito foi acometido fiquei em coma vários dias . Estou muito confiante neste maravilhoso médico que pretendo fazer a minha cirurgia com ele. Que Deus lhe conceda muitas e muitas benção!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *