Roberto Cerulli Vezozzo (2016) Comércio – Cambará – Paraná

Roberto Cerulli Vezozzo, nascido em Cambará, Paraná, no dia 16.02.42, filho de Caetano Vezozzo e Carmen Cerulli, atualmente atuo como empresário no ramo de alimentação.
Tenho 6 irmãos, quatro por parte de pai e dois por parte de mãe.
Alceu, Alcides, José, José Roberto, Willy e Maurício.
Em Cambará permaneci até março de 1953 e aos 11 anos, mudei para o Rio de Janeiro com minha mãe, por isso, explico aos meus amigos curitibanos a razão de eu ser flamenguista, pois como toda a criança torce para um time que está vencendo, o Flamengo se tornou Tricampeão Carioca em 1953, 54 e 55, que me motivou a tornar-me rubro-negro de coração, e como diz o hino do clube “…Flamengo até morrer!”
No Rio conclui o Ginásio e o Científico no Colégio Pedro II, excelente Colégio na época, onde tenho amigos até hoje.
Trabalhei em vários segmentos, tendo iniciado como auxiliar em um escritório de advocacia para fazer a triagem e ouvir a estória de várias pessoas que o procuravam para se inteirar dos direitos trabalhistas. Na época eu tinha 16 anos!
Depois disso, no Laboratório Silva Araújo Roussel e em uma empresa argentina chamada Agrinco do Brasil.
Tentando buscar novos desafios, regressei para Cambará aos 19 anos para trabalhar no Banestado, ocasião em que comecei a me preparar para o concurso do Banco do Brasil, onde felizmente consegui ingressar, em Cornélio Procópio em 1964, aos 22 anos de idade. Em 1971, atuei em Medianeira- PR como caixa executivo, tendo sido convidado, em 1972, para assumir um cargo na Diretoria Financeira em Brasília.
Em 1977, buscava novos projetos e coincidentemente, o Banco realizou um concurso para prover Agências no Exterior foram inscritos 544 funcionários que, após de provas e entrevistas, reduziu-se a 22 concorrentes. Em 1978, fui designado como Gerente de Quito, Equador onde permaneci até 1983.
Minha permanência em Quito foi proveitosa sob todos os aspectos, pois tive oportunidade de conhecer brasileiros de alta relevância interessados em estreitar relações comerciais com aquele país como Ozires Silva, Alberto Del Castilho, Marcos Diniz e tantos outros; trabalhar em consonância com a Embaixada do Brasil, onde conheci inúmeros Diplomatas e tive o privilégio de me tornar amigo do escritor e poeta João Cabral de Melo Neto, uma pessoa excepcional.
Minhas duas filhas, Daniella e Letícia, com 4 e 7 anos foram alfabetizadas ne American School of Quito, possibilitando o aprendizado do inglês fluente. Em razão disto, a Daniella vive em Dallas, USA, desde 2001 onde é tradutora juramentada pertencente a ATA e Letícia lecionou inglês durante 20 anos aqui nos melhores colégios de Curitiba.
Permaneci no Equador até 1983, retornando após essa experiência para o Rio de Janeiro na CACEX e em seguida para o Superintendência em Curitiba, então Gerência de Campo Largo e em 1994, encerrei minha carreira como Gerente Geral da Agência Cidade Industrial. Apesar da aposentadoria, o relacionamento que se cria com colegas do BB é tão forte que costumamos dizer que:” Você sai do BB mas o BB não sai de você!!”
Quando estava em Cornélio Procópio, em fevereiro de 1966, fui convidado pela AABB para fazer parte de um grupo que viajaria para a Inglaterra onde se disputaria a Copa do Mundo de Futebol. Aquilo era um sonho!!! Visitar a Europa, voando no 707 da VARIG!! Quase impossível. Mas quis o destino que o vento soprasse a meu favor. Em abril, uma revenda de automóveis DKW, fez um consórcio com 200 participantes para a retirada de uma perua Vemaguet. No primeiro sorteio fui contemplado e, sem qualquer dúvida, vendi o carro e arrumei as malas para a viagem.
Apesar do Brasil não ter passado das oitavas de final, mesmo com Pelé, Tostão e Jairzinho, visitei 10 países europeus e como se diz “-Tomei gosto por viajar”. De lá para cá conheci mais 142 países.
Em virtude disto, me tornei membro do Travelers’ Century Club de Santa Mônica, Califórnia, associação que aceita membros a partir do 100° país visitado. Já recebi dois certificados; um deles pelos 100 e outro pelos 150 países e como diz Fernando Pessoa: “Para viajar, basta existir.”
Fui casado durante 25 anos com a Sra. Neide Fróes, tendo me divorciado e com a Sra. Rosilene Kuster Vezozzo por 18 felizes anos, tendo em vista seu falecimento em Abril de 2015. Um dos piores momentos de minha vida!
Tenho 4 netos: Nicholas(americano), Júlia (americana), Georgia e Antonella (brasileiras) que amo de paixão!!!
Sou um cinéfilo de carteirinha. Quando tinha 7 anos ganhei de aniversário uma “máquina de passar filmes” que não era de celulose mas de papel e o cinema entrou em mim com uma força excepcional.
Entre os anos de 1960 e 1970, fui Gerente de cinema, tive uma revista mensal chamada Hollywood, tive um programa de
Rádio chamado “No Mundo do Cinema”, no qual cheguei até a entrevistar para a revista Panorama, durante parte das filmagens de Pão de Açúcar, os atores Rossano Brazzi, Rhonda Fleming e Odete Lara.
Ainda, a título de colaboração, fiz várias sinopses de filmes para meu amigo Ribas, da Locadora Vídeo 1. Certamente é a minha diversão predileta, além do teatro e da leitura.
Para mim nada supera a amizade e como dizia Milton Nascimento: “Amigo é coisa para se guardar, no lado esquerdo
do peito”.
Sou espírita, creio em Deus e em Jesus Cristo, hoje, amanhã e
sempre.
Meu lema de vida “Adoraria ver o Mundo sem fronteiras onde a voz de todos pudesse ser respeitada”.

FORMAÇÃO:
Primário: Grupo Escolar Generoso Marques – Cambará, PR;
Segundo grau: Colégio Pedro II, Rio de Janeiro,RJ;
Superior: Curso de Direito no Centro de Ensino Unificado em
Brasília, DF.
HISTÓRICO PROFISSIONAL:
Banco do Estado do Paraná S.A – Cambará,PR, 1961/63,
Chefe do Cadastro;
Banco do Brasil S.A. – Cornélio Procópio,PR, 1964/1970, Escriturário; Medianeira,PR, 1971, Caixa Executivo, Brasília,DF,
1972/1978, Assistente Técnico na Direção Geral/DIRFI, Quito,Equador, 1978/1983 Gerente Geral; Rio de Janeiro,RJ 1983,
CACEX , Chefe de Divisão; Curitiba,PR, 1983, Superintendência
do Banco do Brasil, Assistente Técnico, Campo Largo, PR, 1984/
1990, Gerente Geral e Curitiba,PR, 1990/1992, Cidade Industrial, Gerente Geral onde me aposentei.
Curitiba,PR, 1993/1999 sócio proprietário da INTERAÇÃO,
Empresa de Integração de Estagiários ao Mercado de Trabalho;
Oviedo, Espanha, 1999/2001, Diretor da empresa SASAKI;
Curitiba,PR, 2001/2004, Sócio proprietário da empresa PRATER
Empreendimentos Imobiliários Ltda., 2001/2005, Sócio proprietário do Restaurante Spring.
Desde 2007 é sócio proprietário da Radiocenter – Curitiba e dos
Restaurantes Bellagio Seminário e Centro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *