Jean Luiz Sampaio Féder (2016) Jornalismo – Curitiba – Paraná

Jean Luiz Sampaio Féder (Curitiba, 8/julho/1958)

Filho de jornalista (João Féder), casado com jornalista (Sonia Bittencourt) e pai de jornalista (Daniella Bittencourt Féder) e Pedro de Bittencourt Féder (estudante de Psicologia), Jean Luiz Sampaio Féder só sabe ser jornalista porque se soubesse fazer pastel estaria na feira, muito menos estressante talvez.
Nascido em Curitiba em 1958 (8 de julho) conheceu o jornalismo quando visitava o jornal O Estado do Paraná (seu pai era diretor) com colegas do jardim de infância Anjo da Guarda e todos recebiam, no final da visita, seus nomes gravados em chumbo que serviam como carimbos.
Começou em jornal lá nos fundos, trabalhando como Operador de Photon, n’O Estado do Paraná, na Cidade das Comunicações, nas Mercês, em janeiro de 1974. O registro em carteira só veio em abril de 1974, após a primeira edição do jornal no dia 31 de março.
Passou para a redação quando o diretor Mussa José de Assis resolveu que substituiria férias do editor do “Jornal da Cidade”. Nunca mais deixou de bater nas “pretinhas”… Foi registrado como Repórter de Setor em 15 de julho de 1976.
Teve seu registro como Estagiário Provisionado Repórter de Setor em 10 de novembro de 1978 e de Jornalista Provisionado em 20 de março de 1981.
N’O Estado do Paraná exerceu diversas funções: repórter, pauteiro, criador e editor do suplemento “Fim de Semana” (tabloide semanal de cultura e variedades que originou a página diária “Almanaque”), chefe de reportagem e editor de política. Em fevereiro de 1979 pediu demissão. Começou a trabalhar no Tribunal de Contas do Paraná onde ficou por mais de trinta anos.
Em julho de 1979 entrou na Diretriz Editorial, que editou a revista Quem, criada pelo jornalista Carlos Jung, onde realizou a primeira entrevista, após ser o único governador cassado pelo regime militar, com o ex-governador paranaense Haroldo Leon Peres, em novembro de 1971.
Também trabalhou na rádio Cidade de Curitiba; Gazeta do Povo (quase quatro anos) ali criou a página “Gazeta Informática” quando ajudou a criar o Centro de Integração Tecnológica do Paraná – Citpar. Foi também Assessor de Comunicação Social para os Estados do Paraná e Santa Catarina do Serviço Federal de Processamento de Dados – 9ª Unidade Regional. Voltou a trabalhar n’O Estado do Paraná por 1 ano e nove meses entre 1987 e 1989.
Em fevereiro de 1987, junto com Sonia, abriu a Post Comunicação, Assessoria de Imprensa e Relações Públicas, que desde 2008 edita a publicação “Aeroporto Jornal” e, mais recentemente, o aplicativo para celular Mime, agenda cultural de bolso.
Formou-se em Direito, em 1983, na Faculdade de Direito de Curitiba porque não queria viver do salário de jornalista. Nunca abriu escritório…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *