Carlos Roberto Marassi (2009) Jornalismo – Lupércio – São Paulo

Nasci em Lupércio, SP, em 27 de maio de 1951. Sou casado há quarenta anos com Leila Maria Bueno de Magalhães com quem tenho dois filhos, João Augusto de Magalhães Marassi e André Francisco de Magalhães Marassi.

Filho de pais comerciantes, Fernando Marassi e Olga Rasmussen Marassi, ele neto de imigrantes italianos, e minha mãe neta de imigrantes dinamarqueses.

Meus avós paternos são Graciano Marassi e Adélia Coneglian Marassi. Os avós maternos Eduardo Rasmussen e Isaura Amélia de Carvalho Rasmussen.

Somos cinco irmãos, todos homens, nascidos no interior de São Paulo. Pela ordem, Fernando Antonio Marassi, o mais velho, Edson José Marassi, Eduardo Nelson Marassi, eu e Gilberto Graciano Marassi, o caçula.

Meus pais vieram para o Paraná, na metade da década de 50, quando eu tinha seis anos, radicando-se no recém desbravado Noroeste do Paraná, na cidade de São João do Caiuá, no auge do “boom” do café em nosso Estado.

Por incrível que possa parecer, naquela cidade que nascia, tive excelentes professores no primeiro grau. Eram homens e mulheres bem formados intelectualmente, filhos de imigrantes franceses, italianos, espanhóis, japoneses que, a exemplo de meus pais, foram atraídos para o chamado norte novíssimo do Paraná em busca do Eldorado.

Aquela plêiade de professores marcou minha vida e a de tantos outros jovens que saíram daquela pequena cidade para prosseguir os estudos, já que lá as escolas ofereciam o primário e o chamado “ginásio”. São João do Caiuá chegou a ostentar, no seu auge, 23 mil habitantes. Com a derrocada da cultura cafeeira, em meados dos anos 70, a cidade perdeu população e hoje tem pouco mais de 5.500 habitantes.

Iniciei o ensino secundário em Paranavaí e o concluí em Curitiba. Aliás, foi em Paranavaí onde iniciei a principal atividade profissional que exerço até hoje, trabalhando na Rádio Cultura como locutor e disk jockey em 1968 e 1969, quando me transferi para Curitiba atuando na Rádio Clube Paranaense, a PRB2. Trabalhei também na Rádio Independência do Paraná e na Rádio Emissora Paranaense.

A partir de então, ainda muito jovem, pude trabalhar com grandes nomes do rádio paranaense como Arthur de Souza, com quem apresentei por um tempo a Revista Matinal. Gilberto Fontoura, Ali Chain, José Vicente Gonçalves, Airton Cordeiro, Carneiro Neto, Dias Lopes, Luiz Augusto Xavier, meu irmão Edson Marassi (excelente profissional do Rádio, hoje morando em Maringá), Wilson Brustolin, Paulo Cesar (Baiuca do Xiló), Ernani Buchmann, Ubiratan Lustosa, Edde Isabel, Dirceu Graeser, Mário Vendramel, Ney Costa, Norberto Trevisan, Jota Pedro, Marcus Aurélio de Castro, Luiz Geraldo Mazza, Oldemar Kramer, Luiz Alfredo Malucelli, Chacon Júnior, Foguetinho, Josias Lacour, José Vicente, Mário Bittencourt, e tantos outros.

Trabalhava na PRB2 quando fui convidado por Luiz Alfredo Malucelli para participar de um projeto ousado. O 12 às 12, que era colocar no ar a TV Paranaense a partir do meio dia. Àquela época, 1971, as emissoras de TV entravam no ar somente próximo das 16 horas, e encerravam sua programação no início da madrugada. Fui para o Canal 12 apresentar o TeleGol, ao lado de Luiz Geraldo Mazza, Almir Feijó Júnior e Fátima Freire-Maia em programa de esportes patrocinado pela OARCO, empresa construtora de Arion Cornelsen que à época ampliava o estádio Belfort Duarte, hoje Couto Pereira, do Coritiba Football Club.

Logo fui assumindo outras funções, como locutor de cabine e apresentador de telejornais da emissora, como Móveis Cimo Notícias e Jornal das Doze, com a emissora ainda na Rua Emiliano Perneta, transmitindo em preto e branco.

Com a vinda da programação da Globo para o Canal 12, em pouco tempo era o apresentador dos dois principais telejornais, o Jornal Hoje, ao meio dia e meia, e o Jornal Nacional (blocos estadual e local), que mudou para Paraná TV.

Em 1972, fui aprovado no vestibular para o curso de Economia da Universidade Federal do Paraná, que conclui em 1976. Em 1977, fui aprovado em concurso do Governo do Estado para economistas e administradores de empresa, onde os aprovados fariam pós-graduação na FAE, em Planejamento Governamental.

Dos 366 inscritos, 80 foram aprovados para o curso de pós-graduação, sendo os 40 com melhores notas contratados. Assim, no governo Jayme Canet Júnior fui atuar na Secretaria de Planejamento, comandada pelo lendário Belmiro Valverde Jobim Castor, que fez a reforma administrativa do Estado, que prevalece até hoje. Fui destacado para compor o Grupo de Planejamento Setorial da Secretaria de Agricultura.

Como jornalista, durante mais de dezessete anos, trabalhei na TV Paranaense Canal 12, apresentando o Jornal do Meio Dia, e à noite, o principal telejornal da emissora.

No Estado, trabalhei durante quarenta anos, desde 1977 até 2017, quando me aposentei, após quase quarenta e cinco anos de contribuição à Previdência.

Em 1987, após dezessete anos na TV Paranaense, convidado por Paulo Pimentel e Luiz Mussi para uma nova experiência profissional na TV Iguaçu, pedi minha demissão do Canal 12. Na TV Iguaçu Canal 4 apresentei, durante quase quatro anos um programa diário de entrevistas, às 12h40min, e também o Jornal do Meio Dia.

Era um período de intensa atividade política no Paraná. Filiado ao PDT, em 1988, participei ativamente da memorável campanha que elegeu Jaime Lerner prefeito de Curitiba, conhecida como “Campanha dos 12 dias”, que derrotou o aparentemente imbatível PMDB, que tinha como candidato o ex-prefeito Maurício Fruet. Só para registro, no ano seguinte, nas eleições presidenciais, o PDT de Jaime Lerner e Leonel Brizola foi derrotado pelo desconhecido alagoano Fernando Collor de Mello.

Em 1990, estimulado por Paulo Pimente,l fui candidato a deputado estadual pelo PDT. Sem recursos financeiros para a campanha, não consegui me eleger.

Desde então, tenho participado ativamente de campanhas eleitorais, ajudando os candidatos que julgo melhores para a cidade e para o país. Em 1994, convidado por Jaime Lerner, integrei o núcleo de sua campanha para o governo do Estado. Jaime foi eleito e reeleito em 1998. Foi o governador que fez o Paraná dar um salto no seu desenvolvimento. Tive a honra de compor sua equipe de governo.

Hoje administro a CMM Comunicação, que faz assessoria para empresas e entidades de classe, produz vídeos, roteiros e narrações. Também presta serviço de cerimonial para grandes e pequenos eventos, com clientes em Curitiba, Florianópolis, São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte, oferecendo uma equipe de profissionais oriundos do rádio e da TV com bastante experiência.

Biografia

Jornalista e Economista

Mestre de Cerimônias

Dados Pessoais

Data de Nascimento: 27/05/1951

Naturalidade: Lupércio – SP

 

Formação Acadêmica

Formado em Economia (1976) pela Universidade Federal do Paraná.

Pós-Graduação em Planejamento (1977) pela Faculdade de Administração e Economia.

 

Atuação Profissional (Jornalismo)

 TV Paranaense Canal 12 (Rede Globo/Curitiba) – Apresentador dos telejornais estaduais da emissora (1971/1987)

TV Iguaçu Canal 4 (Rede SBT/Curitiba) – Apresentador dos telejornais estaduais da emissora de 1987 a 1991;

Rede OM/CNT – Apresentador dos telejornais nacionais da rede de 1992 a 1994;

Atuação em emissoras de rádio paranaenses tais como: Rádio Clube Paranaense, Rádio Independência do Paraná, Rádio Cidade, Rádio Emissora Paranaense, entre outras;

Diretor de Relações Públicas e Cerimonial da Prefeitura de Curitiba (1989/1990)

Assessor de Imprensa da Diretoria da Telepar (1991/1993);

Gerente de Comunicação Social da Sanepar (1995/2002);

Secretário Municipal de Comunicação Social da Prefeitura de Araucária (2003/2005)

Editor-Chefe da Revista Rodovias e Vias (2010/2014)

 

Atuação Profissional (Cerimonial)

Atua desde 1983 como Mestre de Cerimônias em centenas de eventos. Alguns deles:

Inaugurações: Shopping Mueller, Ópera de Arame, Rua 24 horas, Universidade Livre do Meio Ambiente, Memorial de Curitiba, Chrysler do Brasil, Pedra Fundamental da Renault do Brasil, Cietep/Federação das Indústrias, Museu Oscar Niemeyer, Teatro Positivo, Shopping Palladium, entre muitos outros.

Congressos: Congresso Nacional de Ecologia, Reunião sobre o Habitat (ONU), Congresso Nacional da ABAV, Convenção Mundial sobre Meio Ambiente da ONU (COP 8/MOP 3).

Chefe do Cerimonial da Prefeitura de Curitiba (2005)

Tem atuado como Mestre de Cerimônias para dezenas de empresas e entidades. Algumas delas:

Volvo do Brasil, Chrysler, Renault, Embratel, Siemens, Hewllet-Packard (HP), HSBC, TIM, Estação Embratel Convention Center, Combrashop, FIEP, Associação Comercial do Paraná, FACIAP, Sadia, Kaiser, Coca Cola, BS Colway, Indústrias Zattar, Leão Júnior, Grupo Positivo, Petrobrás, Itaipu Binacional, FIAT e muitas outras.

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *