Ernani Lopes Buchmann (2015) Jornalismo – Joinville – Santa Catarina

Nasceu em Joinville, em 15 de agosto de 1948 e mudou com a família para Recife e Rio de Janeiro até estabelecer-se em Curitiba. Iniciou os estudos em advocacia na Faculdade de Direito da Universidade Federal de Pernambuco e formou-se na Universidade Federal do Paraná. No Rio de Janeiro, iniciou a carreira de publicitário e em Curitiba, a de jornalista, trabalhando como repórter da Rádio Clube Paranaense, assim como cronista de jornais e revistas nas empresas Correio de Notícias, Folha de Londrina, Panorama, Quem, Atenção, Paraná & Cia., Idéias e Gazeta do Povo. Também atuou como produtor e comentarista em emissoras de rádio e TV, principalmente em programas esportivos.

Na vida pública, exerceu cargos na Fundação Cultural de Curitiba, na Fundação Teatro Guaíra e no Museu de Arte Contemporânea do Paraná, além de vice-presidente da Associação Comercial do Paraná e membro do Instituto dos Advogados do Paraná, entre outras instituições. Foi presidente do Paraná Clube no biênio 1996/98. Também participou de várias campanhas políticas como assessor e coordenador.

Foi professor da Pontifícia Universidade Católica do Paraná e de outras instituições de ensino e co-roteirista do longa-metragem Heróis da Liberdade, filme baseado em seu livro homônimo, e roteirista dos filmes “Sumiços Delirantes” e “Sobre Touros e Homens”. .

Na literatura, é autor dos seguintes livros:

  • Cidades e Chuteiras(1987),
  • O Livro do Truco(1996),
  • Heróis da Liberdade(1999),
  • Quando o Futebol Andava de Trem(2002),
  • Onde me Doem os Ossos(2003),
  • O Ponta Perna de Pau(2005),
  • A Camisa de Ouro(2006),
  • O Caçador de Moscas(2007),
  • O Bogart Curitibano(2008).

Em colaboração com Túlio Vargas e Valério Hoerner Júnior, foi responsável pela edição do volume biográfico dos membros da Academia Paranaense de Letras. Seus textos literários foram publicados em revistas como O Pasquim, “Raposa”, “Nicolau”, “Rascunho”, “Cornélio” e no “Jornal de Humor” e Diário do Paraná, entre outros.

Em 24 de maio de 2005 foi eleito para Academia Paranaense de Letras e em 17 de outubro do mesmo ano, assumiu a “Cadeira nº 2” desta instituição.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *